Começam as inscrições para o Prêmio Celso Furtado

Os interessados devem se inscrever entre 1º de junho e 31 de julho.

O Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional – que está em sua 4ª edição – é uma promoção do Ministério da Integração Nacional (MI) e foca em projetos e estudos que estimulem o desenvolvimento de municípios e de regiões selecionadas que façam parte das áreas de atuação das Superintendências do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), da Amazônia (Sudam) e do Centro-Oeste (Sudeco), vinculadas ao MI. O objetivo é fomentar, discutir e divulgar estratégias que contribuam para o desenvolvimento regional em todo o país, levando em conta as potencialidades e a realidade de cada lugar.

A premiação contemplará com 15 mil reais e 10 mil reais os trabalhos classificados em primeiro e segundo lugares, respectivamente, em seis categorias: Produção do Conhecimento Acadêmico; Práticas Exitosas de Produção e Gestão Institucional; Projetos Inovadores para Implantação no Território; Amazônia – Tecnologia e Inovações para o Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA); Centro-Oeste: Desenvolvimento para a Faixa de Fronteira; e Nordeste: Inovação e Sustentabilidade.

Na edição de 2017, o prêmio homenageia o geógrafo Milton Santos, cuja obra traz significativa contribuição ao debate de temas como a globalização, a ideologização da vida social e a construção da noção de território como espaço das relações humanas.

Público

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, podem participar do prêmio Celso Furtado pesquisadores que possuam ou já tenham possuído vínculo com instituição de ensino superior sediada no país ou no exterior. No entanto, é preciso que o trabalho seja elaborado e inscrito por brasileiro e o objeto de estudo se relacione a um tema ligado à problemática regional brasileira. Também é permitida a participação de autônomos com atividades ligadas à temática de desenvolvimento regional.

O prêmio é direcionado, ainda, para pessoas vinculadas às instituições públicas, privadas, paraestatais, entidades de classe, agências e companhias que promovam o desenvolvimento regional e instituições da sociedade civil vocacionadas ao desenvolvimento regional, como Organizações Não Governamentais (ONGs), Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIPs), Organizações Sociais (OS), cooperativas, associações, fóruns, consórcios e conselhos.

As inscrições devem ser feitas no endereço eletrônico www.integracao.gov.br/premio

Fonte: Sudene

Deixe um comentario